• - Quando eu fico quieto assim eu começo a pensar em você e lembro daquele dia
  • - Sério?
  • - É e me dá uma saudade, uma vontade de te abraçar de novo
  • (silêncio)
  • - Eu também tenho saudade
  • - Queria poder voltar no tempo, voltar naquela noite e congelar o tempo, ficar só nós dois lá, abraçados, sem ninguém pra atrapalhar.
  • Ela sorriu e ficou ouvindo a respiração dele ao telefone, imaginando como seria poder viver aquilo de novo

2 years ago · 0 notes · reblog
Tá eu admito, digo “vai lá com ela” só pra ver você dizendo “eu vou ficar aqui com você”.

                      “ela não tem sentimentos” 
Você ouve tanto uma coisa que chega uma hora que você acaba acreditando, com ela foi assim. Era tão alegre, tão doce, tão ingênua, sorria para todos e as vezes até sem motivo, distribuía abraços e beijos como se todos realmente os merecessem, ela era assim, achava que todos eram bons e mereciam novas chances, mereciam confiança, mereciam todos esses abraços. Ela tinha por todos um carinho incomum, pra ela ninguém era indigno de seu amor, ela se amava, amava o mundo e amava a vida, o que mais chamava a atenção era que mesmo que ela estivesse triste seus olhos continuavam brilhando, logo ela era capaz de sorrir de novo e corria contra o vento como se nada a pudesse tirar esse brilho de seus olhos. Mas ela se esqueceu que o mundo vai girando e as coisas vão saindo do lugar, não percebeu que a “alegria alheia incomoda”… As amizades foram se distanciando e as poucos se tornaram poucas, as quais ela passou a dar mais valor ainda, mas brigas foram aparecendo e as críticas também, sua alegria era tachada de falsidade, sua vontade de ajudar era vista como uma forma de destruir, disseram que ela era invejosa, disseram tanto e tanto que ela perdeu as amizades, estava sozinha… ou não? “ainda tenho uma família” foi do que ela se lembrou cada vez que essas “percas” doíam. Algo me diz que ela ainda teria de chorar muito… e assim foi, brigas e mais brigas, gritaria, separações, distancias, duvidas, silêncio. Maldito silêncio que ela tanto odiava, passou a ser o que ela procurava. As músicas que ela ouvia não eram mais as mesmas, ela estava mudando por dentro, cada briga fazia seu coração mole doer, doía tanto que parecia que ela não iria aguentar, mas aguentou. "tudo pode ser superado se tivermos quem nos dê forças ao nosso lado"… ela não sorria mais, mais seus olhos as vezes ainda brilhavam, ela achou ter encontrado o amor de sua vida, alguém que fez cicatrizar as feridas de seu coração, preencheu todas as lacunas de sua vida, ela agora tinha motivos pra continuar, ele a ajudava concertar seus erros, as brigas cessaram, a harmonia parecia ter sido encontrada. “pra sempre é um tempo indefinido, pode ser muito tempo, como também pode ser alguns dias”… Ele foi embora deixando sua vida completamente sem sentido, cada lágrima que ela derrubava queimava por dentro, era uma dor indescritível, ela não sabia mais o que fazer, parte de si tinha ido embora, o brilho de seus olhos se foi também… esse, nunca mais voltaria! as brigas voltaram, ela chorava sem ter ninguém pra lhe ajudar, doía por dentro, cada fisgada de dor fazia seu coração endurecer um pouco mais e a dor aumentava, se tornava sufocante, então ela chorava de dor, chorava de amor ou por falta de amor, chorava pelas brigas, chorava por estar acreditando em tudo que diziam, agora ela se achava um erro, as pessoas não tinha culpa de a deixarem sozinha, a culpada era ela, "toda errada desde que nasceu"…. deitava na cama se afogando em lágrimas, odiava o mundo, odiava a si, odiava a vida e pedia que ela acabasse logo a cada lágrima que escorria.  - Pequeno Rascunho


E que esse seja nosso último natal separados.

 - Acorde meu amor. Vamos preguiçosa, levanta logo que tem um sol lindo lá fora.

Você dizia baixinho, talvez fosse medo da minha reação ou toda essa doçura fosse seu jeito de se desculpar por me tirar cedo da cama.
Forcei para abrir os olhos, o sol batia em meu rosto quase me cegando, vi você puxando minhas cobertas, estava rindo, provável que tenha sido da minha cara.

 -Ah não, chega de dormir. Levante minha princesa. Para de ser teimosa…

 Você dizia sem pausas e sem esperar respostas minhas, acho que sabia que não obteria nenhuma. Eu Sentei na cama e você puxou minhas mãos me fazendo levantar, não pude deixar de sorrir ao ver você ali sorrindo pra mim, você me abraçou e acariciou meus cabelos, depois me olhou nos olhos e nos beijamos. 
 Mas então eu acordei e me dei conta que foi só um sonho, o melhor sonho e também o mais frustante, melhor porque eu te sentia comigo e frustrante por saber que não é algo fácil de acontecer. Olhei em volta te procurando mesmo sabendo que não te encontraria aqui, mesmo sabendo que você está longe demais pra poder me acordar todos os dias.             - Pequeno Rascunho


2011, ano em que eu mais aprendi até hoje, vi o lado real das coisas, mudei de aparência, libertei sentimentos, desapeguei, chorei pra caralho mas também ri muito, descobri o que são amizades realmente verdadeiras e conheci pessoas que mudaram minha vida.

KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

essa foi boa.


Não sou o melhor pra você, mas te darei o melhor de mim

Eu não acreditava que uma amizade poderia ser construída em poucas horas, até que tive as melhores horas com você. Eu não acreditava que sete palavras seriam capazes de, entre lágrimas, me fazer sorrir, até que você disse ” eu sei que você não é assim”. Eu não acreditava que existisse alguém capaz de me entender, até que você provou conhecer mais de mim do que eu mesma. Eu não sabia que a lua poderia ser tão importante, até que você me mostrou que ela seria o que nos aproxima. Eu pensava que sentir “borboletas no estomago” fosse frescura, até que você me fez sentir mais do que apenas borboletas. Eu não acreditava no amor, muito menos em amor à distância, até que você me provou que ele existe e tem uma força inigualável. Eu nunca acreditei em “pra sempre”, mas agora torço pra estar enganada e mais uma vez, você me provar que ele existe.    _ Pequeno Rascunho 


“Se você tem lembranças boas é porque você vive, não importa se agora elas doem um dia elas te fizeram sorrir e as más, bom, carregue essas como um ensinamento.”

“A partir do momento que você julga outro ser humano, você DEIXA de ser humano”

PROMISSE ©